27 de jul de 2008

Entusiasta na robótica

Vi essa reportagem na Gazeta On-line e achei interessante, então trouxe ela para cá. Thales Gonçalves de Barros Silveira de Queiroz passa boa parte da semana construindo e programando robôs para executar as mais diferentes tarefas: andar, levantar coisas, emitir sons, girar. Engenheiro? Físico? Cientista? Nada disso. O Thales ainda tem 10 anos de idade e é um estudante como você, mas já mergulhou de cabeça na robótica, um universo fascinante e que não é nenhum bicho-de-sete-cabeças.


"Eu pensava que era superdifícil, mas vi que não. Tudo bem, não chega a ser uma moleza, mas todo mundo pode aprender", conta o Thales, que vive fazendo experimentos no laboratório da escola, o Centro Educacional Primeiro Mundo.
Antes de entrar para a escolinha de robótica do colégio, os amigos Leonardo Buaiz, 12 anos, Giovanni Barone Thebaldi, 12 anos, e Bernardo Moraes de Oliveira Pretti, 11 anos, também achavam que construir máquinas que executam tarefas ao nosso comando era só coisa de cientista.

"A gente vai aprendendo o programa, estudando o manual e entendendo como tudo funciona", conta o Bernardo.

Cérebro eletrônico

Ah, então tem manual! Peraí, manual de quê? "Do programa de computador usado para programar as tarefas que o robô vai executar, o MindStorms", explica o Leonardo. É nele que os meninos criam o "cérebro" dos robôs feitos com peças de Lego. Os formatos podem variar: humanóides (com cabeça, tronco e membros, como os humanos), veículos, animais ou máquinas.

Todo mundo acha legal a montagem do modelo, mas o grande desafio ? e boa parte da diversão ? está mesmo na hora de fazer a programação. É o momento de colocar em prática uma porção de regras de matemática e ciências ensinadas em sala de aula.

E haja paciência até fazer tudo funcionar do jeitinho que foi planejado. São muitas tentativas e erros. Será que não dá vontade de desistir no meio? "Claro que não! Dá é mais vontade de continuar, porque é muito bom quando a gente acerta", conta o Giovanni.

Para montar
Versão de papel

Se você gosta de robôs, mas o seu lance é mais artístico, pode se divertir bastante montando robôs de papel (paper toys). Alguns sites têm versões ótimas para imprimir, recortar e montar.


Destroy-O-Tron: http://www. echslectir.com/loulou/shop

As 3 leis da Robótica

Ficou animado para montar um robô? Então você precisa conhecer essas regras básicas:

1ª Lei: Um Robô jamais deve causar danos a um ser humano nem, por omissão, permitir que isso aconteça.

2ª Lei: Um Robô deve sempre obedecer a ordem do ser humano, a menos que isso entre em conflito com a 1ª Lei.

3ª Lei: Um Robô deve proteger sua própria existência (proteger-se de danos) a menos que isto entre em conflito com a 1ª ou a 2ª Lei.Leis instituídas pelo cientista americano Isaac Asimov, um dos grandes nomes da robótica

"Quando olhei essas leis me lembrei daquele filme 'Eu robô'"

Para quem ficou curioso em saber o que seria exatamente MindStorms, vou falar um pouco agora.

LEGO Mindstormsn NXT é uma linha de brinquedos LEGO®, lançada comercialmente em 2006, voltada para a Educação tecnológica.

No dia 4 de janeiro de 2006, na feira Consumer Electronics Show em Las Vegas, nos Estados Unidos da América, a LEGO apresentou ao público a nova geração do Mindstorms. Lançada comercialmente em agosto desse ano, o Mindstorms NXT constitui-se numa versão mais avançada, equipado com um processador mais potente, software próprio e sensores de luz, de toque e de som, permitindo a criação, programação e montagem de robôs com noções de distância, capazes de reagir a movimentos, ruídos e cores, e de executar movimentos com razoável grau de precisão.

Os novos modelos permitem que se criem não apenas estruturas, mas também comportamentos, permitindo a construção de modelos interativos, com os quais se aprendem conceitos básicos de ciência e de engenharia.

É sugerido o emprego do conjunto Mindstorms NXT 9797, composto por uma maleta com 431 peças, a saber: o bloco programável NXT, sensores, servo-motores, mesa giratória, bateria recarregável, conversor de energia, software de programação NXT e peças LEGO Technic como blocos, vigas, eixos, rodas, engrenagens e polias.

Os empregos didáticos abrangem as áreas de automação, controle, robótica, física, matemática, programação e projetos.

Bem interessante essa ferramenta não acham?! É uma boa aos entusiastas que desejam aprender noções básicas de robótica.

0 Comentários:

  ©Japão Aishiteru - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo