23 de jun de 2008

Lenda: De como o demônio vermelho chorou

Era uma vez, uma única vez no mukashi banashi (antigas histórias do Japão), que havia um jovem Akaoni (demônio vermelho) bonzinho, simpático e muito amável. Ele morava sozinho, isolado, numa caverna da montanha, próximo de uma aldeia. Na verdade, ele havia sido expulso dos fundões da serra, por causa de seu jeitinho dócil de ser. Os outros demônios, que tinham a fama de cruéis, violentos e maldosos, discriminavam-no e tocaram para perto da civilização. Afinal, um demônio meio maricas era algo inconcebível para os temidos onis do velho Japão. Então, só lhe restou um amigo, Aooni, mas este demônio, por ser azul, morava em outra montanha, onde residiam os demônios da cor dele.

Akaoni, uma vez que não era aceito entre seus semelhantes, alimentou o sonho de viver amigavelmente entre os seres humanos. Queria travar amizade com o povo da aldeia que existia próximo de sua caverna. Porém, embora bonzinho, ele tinha chifres na cabeça, a pele vermelha e a cara feia demais para o gosto das pessoas. Por isso, o povo da aldeia temia sua presença nas proximidades e evitavam passar perto de sua caverna.

Uma bela manhã de primavera, quando a montanha estava coberta de flores de cerejeiras, Akaoni acordou inspirado, escreveu uma placa e pendurou-a numa árvore na beira de uma picada, próximo de sua caverna: “Na caverna, mora um oni bondoso, cujo sonho é fazer amizade e viver em harmonia com o povo da aldeia. Vá visitá-lo, há bolinhos de arroz e chá para recebê-lo”.

Assim, Akaoni limpou a caverna e ficou ansiosamente esperando que alguém lesse a placa e aceitasse seu convite. Antes mesmo do meio-dia, dois agricultores curiosos apareceram na entrada da caverna. Akaoni recebeu-os com toda a cortesia e ofereceu-lhes chá com bolinhos sem esconder sua alegria em ter pessoas da aldeia em seu lar.

Porém, os agricultores que nunca tinham visto um demônio de perto, estavam desconfiados, achando que poderiam ser devorados a qualquer momento e saíram correndo antes mesmo de terminar o chá.

Akaoni ficou arrasado. Muito nervoso, foi retirar a placa e jogou-a precipício abaixo. Naquele momento, passava por lá o Aooni (Demônio Azul), o único amigo que Akaoni tinha. Ele procurou saber o que tinha acontecido e o Demônio Vermelho contou toda a história.

– Meu amigo Akaoni, os seres humanos não confiam em nós, onis. Por isso, não adianta tentar conquistar a amizade deles com gesto amável ou boa conversa. É necessária uma boa estratégia que os levem a confiar em você.

– Mas como seria isso?

– Tenho um plano. Vou até a aldeia, faço uma adorável bagunça, arrebento os móveis da casas e dou um tremendo susto neles. Aí, você aparece e me expulsa a socos e pontapés. O pessoal da vila vai achar que você é um herói salvador e será tratado com muito respeito e amizade.

Akaoni ficou meio receoso, pois aquela farsa era violenta demais para sua maneira de ser. Porém, arrastado pelo amigo, foi até a aldeia e ficou escondido.

Aooni entrou gritando na aldeia e revirando tudo que via pela frente. Diante da súbita invasão, o pessoal ficou apavorado e tremendo de medo. Aooni berrava, ameaçando devorar todos da aldeia, derrubando caixas e móveis ao chão, numa tremenda algazarra que deixava todos em pânico.

Vendo o povo apavorado, Akaoni saiu de seu esconderijo e agarrou seu amigo para que ele parasse de atormentar o povo.

– Dê um soco na minha cara! –disse baixinho o Demônio Azul.

– Eu não consigo fazer uma coisa dessas – respondeu o Demônio Vermelho.

– Se você não me der socos até me botar fora da aldeia, pensarão que é meu comparsa e lhe odiarão ainda mais.

Embora muito a contragosto, Akaoni saiu socando seu amigo até botá-lo fora da aldeia.

O povo, agradecido, baixou a cabeça para Akaoni e fez dele um herói protetor. Assim, as pessoas passaram a visitar sua caverna e tornaram-se suas amigas. Akaoni estava feliz da vida, pois finalmente havia realizado seu sonho de ser amigo dos humanos.

Porém, meses depois, começou a sentir falta do seu amigo Aooni. Os humanos eram boas pessoas, mas a maioria deles só pensava em como ganhar dinheiro. Descobriu que a amizade que as pessoas tinham por ele era apenas por interesse. Na verdade, o povo queria proteção, e não amizade.

Desde o acontecimento da aldeia, nunca mais havia visto o Demônio Azul. Então, movido pela saudade, resolveu visitar o amigo, que morava numa caverna na montanha vizinha.

Chegando na entrada da caverna, chamou Aooni, mas não obteve resposta. Entrou para verificar, mas não encontrou ninguém dentro da caverna. De repente, percebeu que havia uma carta fixada na parede. Então, apanhou-a e leu:

“Amigo Akaoni:

Sei que agora você vive feliz, contando com a amizade dos humanos da aldeia. Por isso, acho que nunca mais nos veremos. Pois, se o virem conversando comigo, vão desconfiar de você, o que não será bom. Por isso, eu resolvi ir embora. Jamais lhe esquecerei. Grande abraço de seu amigo Aooni”.

Akaoni leu a carta várias vezes, até seus olhos encherem de lágrimas. Akaoni chorou, pois havia perdido o único amigo sincero que tivera.

Fonte: Nippo-Brasil

Poxa que história mais triste T-T

Mas uma coisa tenho que admitir isso que é amigo de verdade....

Leia mais...

Asian Kung-Fu Generation - After Dark

No post de hoje vou colocar uma das músicas que eu curto muito, é da banda Asian Kung-Fu Generation, esta banda possui muitas músicas boas e essa 'After Dark' é uma delas.
Você pode fazer o download desta música por aqui ou aqui.



Letras | Letra de after-dark

Tradução:
Depois do Anoitecer

Eu fujo no intervalo em que a silhueta das suas costas termina de se estender
E vôo sem perceber que minhas asas estão dilaceradas
Um sabor delicioso me faz salivar
Na esquina mais distante da rua
Como se eu ouvisse alguém chorando em toda a parte

As esperanças efêmeras que o vento noturno transporta
Conseguem chegar até onde?
Para poder rejeitar isso, o mundo sacode e, assim, tira tudo que nele está
Se não passa de um sonho, eu já estou acordado
No entanto, nós ainda estamos progredindo
Sem precisar realizar nada

Comecei a flutuar enquanto me balançava para tentar acabar com a preguiça do meio do dia
Vou voar até observar o mundo de cima de uma nuvem recém formada
Um odor de sangue transborda
Na esquina mais distante da rua
Como se eu ouvisse alguém chorando em toda a parte

A lua aparece, extremamente vermelha, tremendo aos poucos
Quero acabar com essa rotina sem sentido
Para poder terminar com um olhar inocente

As esperanças efêmeras que o vento noturno transporta
Conseguem chegar até onde?
Para poder rejeitar isso, o mundo sacode e, assim, tira tudo que nele está
Se não passa de um sonho, eu já estou acordado
No entanto, nós ainda estamos progredindo
Sem precisar realizar nada

Leia mais...

Pequeno aviso

Todos os clipes aqui divulgados já estão com suas músicas disponível para download.
Daqui em diante sempre haverá downloads para a música do clipe em questão.

Leia mais...

20 de jun de 2008

Britânico criou uma gangorra que gera energia


Um jovem inventor criou uma gangorra que gera eletricidade suficiente para iluminar uma sala de aula, e vê no artefato uma solução para problemas de abastecimento em áreas da África.

A gangorra, concebida pelo estudante de design Daniel Sheridan, da Universidade de Coventry, na Grã-Bretanha, transfere a energia gerada pelo movimento ascendente e descendente da criança que brinca para uma unidade de armazenamento, através de um cabo subterrâneo.

O aluno recebeu o equivalente a pouco mais de US$ 10 mil para desenvolver a idéia em um concurso universitário e diz que pretende usar o dinheiro para criar um protótipo.

A inspiração para criar o artefato surgiu durante uma viagem para trabalhar como voluntário em uma escola no sul de Mombasa, no Quênia, no ano passado. O jovem de 23 anos ajudou a construir a escola e deu algumas aulas.

"Vimos muitas crianças que adoravam brincar, sua energia, sua vibração. Eu pensei que seria ótimo usar isso de alguma forma", afirmou.

"A necessidade de energia elétrica na África Subsaariana é incrível. Sem energia, o desenvolvimento é extremamente difícil."

"O potencial para este produto é enorme e o design poderia beneficiar várias comunidades na África e além."

Sheridan calcula que cinco a dez minutos de uso da gangorra podem gerar eletricidade suficiente para iluminar uma sala de aula durante uma noite, por exemplo.

Muitas escolas na África que abrem suas portas no período noturno para alunos mais velhos são iluminadas apenas por velas e lâmpadas de querosene.

Mas, como a energia gerada pela gangorra pode ser armazenada, os seus proprietários podem decidir o quanto desejam utilizar a cada momento.

Agora Sheridan vai viajar para uma aldeia perto da cidade de Jinja, em Uganda, onde vai testar e finalizar o protótipo usando peças adquiridas localmente.

"Eu adoraria projetar um playground inteiro com peças diferentes de equipamento que podem gerar eletricidade suficiente para alimentar uma aldeia inteira."

Leia mais...

Empresa contrata gata


Uma companhia ferroviária japonesa encontrou um meio de melhorar os negócios. Depois que a gata Tama assumiu o posto de mascote da empresa, o número de passageiros que vão até a estação onde fica para conhecê-la só aumenta.
Todos os dias, Tama, 9 anos, aguarda a chegada do público na entrada da estação Kishi, usando um uniforme preto que inclui um chapéu. Se for levado em conta o aumento considerável na receita da linha ferroviária, pode-se dizer que Tama está fazendo um bom trabalho.

"Ela nunca reclama, mesmo que os passageiros não parem de acariciá-la. É uma gata incrível", diz Yoshiko Yamaki, porta-voz da empresa.

O fato de um animal deste tipo atrair tanta atenção é perfeitamente possível em um país onde os gatos são sinônimos de boa sorte.

Postais, borrachas e cadernos estão entre os objetos que já fazem sucesso com a cara de Tampa estampada. Porém, o destaque é um álbum de fotos chamado Diário de Tama, a Estação Master, que custa US$ 13.

A volta dos passageiros começou a ser sentida na companhia desde que Tama passou a ocupar seu porto na estação ferroviária, com isso o lucro aumentou e, como acontece com todos os funcionários, a mascote ganhou sua recompensa no final do ano, mas em forma de ração.

Fonte: Terra

Leia mais...

14 de jun de 2008

Anime: Neon Genesis Evangelion


Hoje vou falar um pouco de um anime que estou vendo recentemente e que é muito bom por sinal, apesar de ser já considerado um clássico. Muitas pessoas consideram ele como uma ótima referência e ele já foi considerado um dos melhore animes de todos os tempos. Abaixo um review dele, retirado de Evangelion World:

No ano 2000, a Antártida derrete-se por completo matando quase metade da população mundial. A ONU divulga pela mídia que foi um meteoro que se chocou contra a Antártida, chamando o fato de Segundo Impacto (o primeiro foi o que exterminou os dinossauros). Mas na verdade, esse fato se atribuiu à vinda de "Adam", um ser gigantesco desconhecido até então, descoberto pelo homem em uma expedição guiada pelas "Escrituras do Mar Morto", artefato arqueológico onde se previa todos os acontecimentos vigentes e sucedentes. Foi Adam quem causou a explosão durante a tentativa de captura realizada pela expedição.

Segundo as "Escrituras", após este "Primeiro Anjo" (Angel na tradução para o inglês de Shitos, que significa discípulos, enviados...), viriam outros 16 Anjos para entrar em contato com Adam, e causar um Terceiro Impacto que dizimaria por completo a humanidade, totalizando 17 Anjos. A ONU sabendo disso, permite que uma megacorporação internacional chamada Seele (alma em alemão) cuidasse da segurança da humanidade secretamente, sendo que esta criou uma empresa de fachada chamada GEHRIN (cérebro em alemão) onde, na verdade, criaram-se seres gigantescos baseados no DNA de Adam, as máquinas de combate definitivas do homem, denominados Evangelions (os EVAs), que seriam "pilotados" por crianças nascidas com o código genético modificado para compatibilidade com eles, os únicos capazes de enfrentar os "Anjos" de igual para igual (teoricamente...).

Com o Segundo Impacto, Tokyo foi inundada e se construiu outra capital, Tokyo-2. Porém, para a atuação da GEHRIN, se construiu a cidade de Tokyo-3, uma cidade fortaleza que serviria de campo de batalha para os EVAs e os "Anjos". A GEHRIN se estabeleceu no subterrâneo da cidade, em uma gigantesca cavidade oval denominada Geo-Front. Após a "construção" dos EVAs, que demorou cerca de 10 anos, a GEHRIN mudou seus planos a mando do Comandante Gendou Ikari e renomeou-se Nerv (nervo em alemão), distanciando-se do verdadeiro objetivo da Seele, e empenhando-se nas batalhas contra os "Anjos".

A série começa em 2015, quando o "Terceiro Anjo" (Sachiel) aparece na cidade, e acontece a primeira batalha entre um EVA e um Anjo. Neon Genesis Evangelion não trata apenas das batalhas entre esses gigantes de mais de 50m de altura, mas principalmente da mente e dos sentimentos das crianças escolhidas, sendo considerada um dos mangás mais "adultos" já feito, pelo conteúdo e teor dos diálogos, e da extrema violência das batalhas. Tem um enredo e trama muito envolvente e complexa, permitindo reviravoltas de idéias antes consideradas óbvias em questões sem solução aparente. Os gráficos são editados por computador permitindo uns dos mais belos efeitos de anime. Uma das poucas estórias atuais que realmente tratam da relação do Homem com seu Criador. Resumindo, a mais perfeita combinação de tecnologias futurísticas, questões religiosas, terror psicológico, realidades assustadoras, e a qualidade e ação do anime. O que sucede pode-se ver no canal por assinatura "Locomotion", ou através do mangá da Editora Conrad distribuído em todo o Brasil desde novembro/2001,que pelo motivo do atraso da serie em mangá desenhada por Yoshiyuki Sadamoto o mangá só esta sendo lançado uma vez por ano no japão e tendo lançadas duas edições por ano no Brasil.

O anime possui no total de 26 episódios e vale a pena assistir. Caso ache o primeiro episódio chato é só vê o próximo que conforme vai avançado fica melhor.

Você pode fazer o download dos episódios pelo site Hinata Sou

E agora a sua música de abertura:


Leia mais...

11 de jun de 2008

Clipe: Yui - Rolling Star

Depois de um bom tempinho sumida, vou postar um clipe da diva pop Yui, isso para não deixar o blog totalmente de lado e parado por tanto tempo. Na próxima vez eu trago novidades. ^-^
Ah sim! A música é Rolling Star um das aberturas de Bleach (se não me engano), tem a letra no clipe, mas vou coloca-la também e a tradução, a música é bem legal (animada) vale a pena ouvir.
Faça o download da música aqui.


Letras de Músicas | Letra de Rolling Star

Estrela Cadente

Gostaria de viver em um mundo saído de um sonho
Sem guerras e vivendo em paz

Não vou mais ficar me segurando
Tenho que dizer tudo que quero
Na volta para casa, de tardezinha no ponto de ônibus
Dava adeus aos meus dias de tristeza

Você precisa mostrar sua pose de lutador

Nesse mundo saído de sonhos não há guerras
E o dia-a-dia é vivido em paz
Mas na realidade os dias são cheios de problemas
E às vezes sofridos, são tempos solitários.

Tenho certeza que mentir não faz sentido.
Todo meu amor…
Sem isso, não consigo sobreviver

Doce amor, como eu vi em meus sonhos
Os namorados procuram lugares secretos
Mas na realidade, os dias em que não podemos nos ver
Ainda existem, mas eu acredito nos dias que se foram

Oh yeah oh, mesmo errado, sigo em frente
Yeah, yeah!
Como uma estrela cadente coberta de lama

Leia mais...

4 de jun de 2008

Atualizações

Atualmente estou um tanto atarefada, por isso não posto com tanta frequência.
Hoje resolvi dar uma olhada nos links do blog e percebi alguns problemas, então os concertei. Um dos problemas era alguns videos que não estavam aparecendo mais.
Os videos agora estão aparecendo normalmente.
Também adicionei um link com referencia ao um tutorial sobre o anki (você pode ler o tutorial clicando aqui) e um arquivo que pode traduzi-lo para o português.
Futuramente o blog terá mais atualizações e mais programas bons na parte de download (férias chegando XD), então essa é uma fase parada só que passageira, em breve aqui estará a toda!

Leia mais...

3 de jun de 2008

Robô japonês supera chuva e granizo

TÓQUIO (Reuters) - Nem a chuva, o granizo e a neve puderam impedir um robô japonês de escalar o Grand Canyon. Do tamanho de uma mão, o "Evolta" superou uma encosta de 530 metros em apenas sete horas.

Alimentado por duas pilhas AA em suas costas, o robozinho azul subiu uma fina corda com as mãos e os pés por quatro dias no mês passado, em meio a fortes ventos e chuvas, mas chegando ao topo em sua sexta tentativa.

O robô de 134 gramas é parte de uma campanha de pilhas da Matsushita Electric Industrial, fabricante dos produtos Panasonic.

"Estava um frio congelante, e o clima era horrível com a chuva e neve caindo em nós", afirmou Toshiya Inoue, do grupo de comunicações da Matsushita, à Reuters na segunda-feira.

"O robô não é a prova d'água, assim a bateria quebrou em um determinado ponto", afirmou.

O vídeo mostrou "Evolta" descendo a corda, mas logo retomando sua trajetória ao topo. A última façanha levou seis horas e 46 minutos.

"Falhamos em muitas tentativas, mas todos me encorajaram a nunca desistir", afirmou Tomotaka Takahashi, projetista do robô, após a escalada.

O site da empresa exibia uma foto do triunfante robô no fim da empreitada, com os dois braços levantados e carregando uma bandeira azul com seu nome escrito.

Fonte: Reuters

Leia mais...

  ©Japão Aishiteru - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo