18 de abr de 2008

Lenda: A Tartaruga e a Garça

Antigamente, a tartaruga tinha o casco liso como casca de cabaça. Nessa época, Kame-san, o sr. Tartaruga, vivia num pequeno lago. Quando chegou o verão, a água foi baixando e baixando, devido à seca. Preocupado, o sr. Tartaruga ficava horas e horas olhando para o céu à procura de uma nuvem carregada de chuva. Mas o tempo foi passando e nada de chover.Certo dia, o sr. Tartaruga viu Tsuru-san, o sr. Garça, nas margens da lagoa e aproximou-se dele.– Tsuru-san, você, que vive voando nas alturas, será que não viu nenhuma nuvem chuvosa vindo para essa direção?– Sabe, Kame-san, o céu está azul de ponta a ponta. Nenhuma nuvem à vista, nem chuvosa, nem branca.– Tsuru-san, estou preocupado. Se a seca continuar, a lagoa vai secar, e eu não vou sobreviver por muito tempo. O que devo fazer?– Olha, Kame-san, essa lagoa é pequena e tem pouca água. Se a seca continuar, ela será a primeira a secar até o fundo. Você deve se mudar para uma lagoa maior enquanto é tempo.– Mas Tsuru-san, será que existe alguma lagoa grande nas proximidades?– Bem... Se você atravessar aquela montanha, do outro lado encontrará uma grande lagoa, cinco ou dez vezes maior que esta. Lá, moram cerca de 20 tartarugas, que vivem nadando folgadamente, levando a vida que pediram a Deus. Aquilo sim é um bom lugar para você.– Eu gostaria de mudar para lá. Mas tenho os pés curtos e levaria alguns anos para atravessar a montanha. Se fosse na estação da chuva, poderia agüentar bastante tempo; porém, em tempo seco como esse, creio que seja impossível eu agüentar até chegar do outro lado da montanha. Oh, como sou infeliz! Queria tanto ir para lá, mas não vejo como.– Se você realmente quer ir até lá, podemos carregá-lo através da montanha.– Realmente, Tsuru-san, isso é possível?! Eu imploro, leve-me até a grande lagoa!O sr. Garça abriu as asas e começou a gritar: “kuwaa, kuwaa!”. Ele estava chamando outra garça. Não passou muito tempo, outra garça veio voando através da montanha e pousou no pequeno lago.Tsuru-san então pegou no bico um galho seco e levou-o para a frente da tartaruga. – Tudo bem, Kame-san, morda a parte do meio deste galho e segure-se firmemente. Eu e meu amigo vamos morder nas extremidades do galho e levantar vôo em direção à grande lagoa.Assim, a tartaruga travou os maxilares em torno do galho, e as garças, batendo as asas, levantaram vôo no sentido da montanha.No caminho, sobrevoaram uma aldeia de lavradores no pé da montanha. Algumas crianças da aldeia viram a tartaruga pendurada no galho e duas garças carregando-a. As crianças acharam engraçado e riram para valer. Apontando para tartaruga voadora, gritavam:– Olha que tartaruga maluca, está tentando voar como as garças!– Que tartaruga ridícula, pendurada pelo pescoço, até parece cabaça achatada.Kame-san ficou irritado e gritou:– Garotos mal-educados!Porém, ao abrir a boca para gritar, o sr. Tartaruga desprendeu-se do galho e caiu em queda livre em direção ao solo. Espatifou-se no chão de costas. Se seu casco não fosse duro, teria morrido; porém, com o impacto, o casco ficou com várias rachaduras. Por isso, até hoje o casco da tartaruga é todo fragmentado.

A lenda de hoje tenta explicar como a tartaruga fragmentou o seu casco.
É interessante como as pessoas tentam explicar os fenômenos e um série de coisas que existe, para fazer isto geralmente elas recorrem a lendas, um belo exemplo disso é a própria cultura japonesa com suas inúmeras lendas. Claro os japoneses não são os únicos, temos também os gregos, egipcíos, os indígenas e tantos outros, nós mesmos nos utilizamos por vezes de "lendas".
Quer um exemplo? Nós temos mania de não gostar de deixar o chinelo virado p/ baixo, porque ao certo eu não sei, o que eu sei é que dizem que faz mal (antes previnir vai saber), tem outros casos, depois deste exemplo você mesmo deve perceber outros exemplos de lendas cotidianas.
Por isso não devemos julgar a cultura de ninguém, afinal todos são importantes igualmente, além de que essas manifestações culturais só enriquecem mais um povo culturalmente, não é à toa que certas culturas, como a japonesa (eu tinha que dizer), egpicia e grega, são importantes até hoje.
Bem, acabei escrevendo mais do que eu esperava, realmente me empolguei, mas por hoje é só! T-T (estão me expulsando do pc)
Até a próxima!!

0 Comentários:

  ©Japão Aishiteru - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo